"Coringa" se torna o primeiro filme para maiores a ultrapassar a marca de US$ 1 bilhão

19.11.2019 | 14h45 - Atualizada em: 20.11.2019 | 11h05
Por Anna Rios
"Coringa" venceu o Leão de Ouro no Festival de Veneza

BLOG

Universo Compartilhado

Dentro desta mesma classificação, produção estrelada por Joaquin Phoenix superou os dois longas da franquia "Deadpool"

Neste fim de semana, Coringa alcançou a marca de US$ 1 bilhão (cerca de R$ 4,2 bilhões) na bilheteria mundial. É o primeiro filme não recomendado para menores de 17 anos - a segunda classificação mais restrita nos Estados Unidos - a atingir tal marca.

Dentro desta mesma classificação, ficam logo atrás os filmes Deadpool 2 (2018), com US$ 785 milhões (cerca de R$ 3 bilhões), e Deadpool (2016), com US$ 783 milhões, ambos protagonizados por Ryan Reynolds. 

A adaptação de Todd Phillips do famoso vilão das histórias em quadrinhos também é a primeira produção que não foi realizada pela Disney ou pela Marvel a alcançar a bilheteria de US$ 1 bilhão em 2019.

Com orçamento de US$ 62.5 milhões (cerca de R$ 262 milhões), valor considerado tímido comparado ao de outros filmes de super-heróis, Coringa é ainda um dos longas mais rentáveis dentro deste universo. No Brasil, recebeu classificação indicativa de 16 anos. 

Vencedor do Leão de Ouro no prestigiado Festival de Veneza, o filme traz Arthur Fleck (Joaquin Phoenix), um aspirante a comediante que sobrevive fazendo bicos como palhaço de aluguel numa Gotham City decadente entre o fim dos anos 1970 e começo dos 1980. 

Por GaúchaZH

 

Matérias Relacionadas