Festival de Cinema de Gramado divulga lista de filmes em competição

Por Anna Rios
Andréa Beltrão vive a apresentadora Hebe Camargo na cinebiografia "Hebe, a Estrela do Brasil"

BLOG

Mundo Itapema

47ª edição do evento será realizada na serra gaúcha de 16 a 24 de agosto

Por GaúchaZH

A pouco mais de um mês de sua 47ª edição, o Festival de Cinema de Gramado anunciou ontem, em evento na Cinemateca Capitólio, os participantes da mostra competitiva deste ano. De 16 a 24 de agosto, serão exibidos 19 longas e 34 curtas – entre as mostras nacional, internacional e gaúcha – no Palácio dos Festivais, além de exibições paralelas e especiais, debates e discussões sobre o mercado audiovisual.

Neste ano, também haverá uma mostra competitiva de longas gaúchos, cujos concorrentes serão anunciados nas próximas semanas. Na mostra competitiva nacional, serão sete filmes, que, segundo o curador Marcos Santuário, representam o melhor do que é feito no cinema brasileiro na atualidade.

— A ideia é ter uma mescla. É colocar em cena essa diversidade, não se retendo ao filme autoral, como a gente já fez em outras décadas, mas também não ficando só em longas que facilmente vão ganhar as telas dos cinemas — aponta Santuário.

Entre os brasileiros está Hebe: a Estrela do Brasil, cinebiografia dirigida por Maurício Farias. A icônica apresentadora do bordão “gracinha” que é interpretada por Andréa Beltrão. Raia 4, de Emiliano Cunha, é o representante do Rio Grande do Sul na mostra nacional – Cunha concorre também entre os curtas gaúchos com EndotermiaMiguel Falabella irá apresentar Veneza, seu segundo longa na direção. Protagonizado por Bruna MarquezineVou Nadar até Você marca a estreia do fotógrafo Klaus Mitteldorf como diretor. Completam a lista O Homem Cordial, de Iberê Carvalho; Pacarrete, de Allan Deberton; e 30 Anos Blues, de Andradina Azevedo e Dida Andrade.

Pelos mostra competitiva de longas estrangeiros, serão sete longas de sete países: A Son of Man: La Maldición del Tesoro de Atahualpa (Equador), de Jamaicanoproblem; Dos Fridas(México e Costa Rica), de Ishtar Yasin; En El Pozo (Uruguai), de Bernardo e Rafael Antonaccio; La Forma de Las Horas (Argentina), de Paula de Luque; Muralla (Bolívia), de Rodrigo Alfredo Alejandro Patiño Sanjines e Perro Bomba (Chile), de Juan Caceres. 

Homenagens

Para abrir o evento, foi escolhido o longa Bacurau, do pernambucano Kleber Mendonça Filho, que será exibido no dia 16 de agosto, no Palácio dos Festivais. O filme ganhou o Prêmio do Júri do Festival de Cannes, em maio, e sua exibição em Gramado, fora de competição, será a primeira sessão pública no Brasil.

O orçamento previsto para o festival deste ano é de R$ 4,2 milhões, similar ao da edição de 2018, o que inclui recursos que serão captados através das leis Rouanet e LIC (federal e estadual) de incentivo à cultura, verbas diretas de patrocinadores e aporte de recursos diretos da Gramadotur – autarquia municipal responsável pela realização do evento.

— Agora devemos estar em R$ 2,2 milhões de patrocínio. Estamos na expectativa muito grande de fechar mais R$ 800 mil esta semana. Nossa meta eram R$ 3 milhões em patrocínios, mas devemos superá-la. Vamos aguardar esta semana – garante Edson Néspolo, presidente da Gramadotur.

Entre os homenageados da edição deste ano, estão o desenhista Maurício de Sousa, que receberá o Troféu Cidade de Gramado; o ator argentino Leonardo Sbaraglia (Relatos Selvagens e Dor e Glória), homenageado com o Kikito de Cristal; a atriz e cineasta Carla Camurati, com o Troféu Eduardo Abelin; e o ator Lázaro Ramos receberá o Troféu Oscarito. 

— Desde que comecei a fazer cinema, o Festival de Gramado foi uma das primeiras referências que tive, por tudo que proporcionou, por divulgação e espaço do cinema brasileiro. Naturalmente fiquei emocionado, feliz e honrado. Sei que vai ser uma noite muito especial, principalmente neste momento em que precisamos falar mais e mais sobre o cinema feito no nosso país – disse Lázaro em vídeo exibido no Capitólio.

Veja a lista dos longas nacionais concorrentes ao Kikito:

Hebe: A Estrela do Brasil (São Paulo)

O diretor Maurício Farias conta a história de Hebe Camargo (1929-2012), vivida por Andréa Beltrão, da infância  pobre à consagração como apresentadora de TV. 

Raia 4 (Rio Grande do Sul)

Estreia em longa de Emiliano Cunha, que tem como protagonista uma jovem nadadora silenciosa e tímida que só se sente segura na piscina, onde alimenta uma rivalidade com sua companheira de treino.

O Homem Cordial (Brasília)

Com direção de Iberê Carvalho e estrelado pelo músico e ator Paulo Miklos,  o longa aborda o retorno aos palcos de uma banda de rock que fez sucesso nos anos 1980, cujo vocalista se vê envolvido em um crime.

Pacarrete (Ceará)

Marcélia Cartaxo interpreta a personagem-título, uma bailarina incomum que vive numa cidadezinha do interior do Ceará. Na  festa de 200 anos do lugar, ela decide fazer uma apresentação especial como presente. Direção de Allan Deberton.

Veneza (Rio de Janeiro)

Miguel Falabella volta a dirigir um longa - após Polaroides Urbanas (2008) -, apresentando a atriz espanhola Carmen Maura, uma das musas de Pedro Almodóvar, como uma cafetina cega, dona de um bordel interiorano, que sonha em conhecer a cidade italiana de Veneza.

Vou Nadar até Você (São Paulo)

Renomado por seu trabalho como fotógrafo, Klaus Mitteldorf assina a direção da trama estrelada por Bruna Marquezine, no papel de uma fotógrafa que decide cair na estrada ao descobrir o paradeiro do pai que não conhece.

30 Anos Blues (São Paulo)

De Andradina Azevedo e Dida Andrade, dupla realizadora do premiado A Bruta Flor do Querer (2013). Seus personagens agora são um grupo de adultos de trinta e pouco anos que se recusam a crescer e a assumir responsabilidades da vida adulta.

Veja a lista dos longas estrangeiros concorrentes ao Kikito:

La Maldición del Tesoro de Atahualpa (Equador)

Com o pseudônimo Jamaicanoproblem, o diretor Luis Felipe Fernández-Salvador y Campodónico narra a busca de um jovem por um tesouro inca.

La Forma de Las Horas (Argentina)

Paula de Luque apresenta um rompimento amoroso transcorrido em 24 horas.

El Despertar de las Hormigas (Costa Rica)

Filme de Antonella Furnis sobre mulher que se sente pressionada pela família a ter outro filho.

En el pozo (Uruguai)

Bernardo e Rafael Antonaccio dirigem thriller psicológico sobre quatro jovens que entram em conflito em uma viagem a uma pedreira abandonada.

Dos Fridas (Costa Rica/México)

A história da relação entre Frida Kahlo (a diretora Ishtar Yasin Gutierrez) e sua enfermeira (Maria de Medeiros).

Muralla (Bolívia)

Rodrigo “Gory” Patiño dirige filme sobre ex-goleiro que se envolve com traficantes.

Perro Bomba (Chile)

Imigrante haitiano é acossado pela xenofobia na capital do Chile,  Santiago.

Veja lista  a lista dos filmes que disputam a Mostra Gaúcha de Curtas:

A Maior Locadora do Mundo (Porto Alegre), de Matheus Mombelli
A Pedra (Porto Alegre), de Iuli Gerbase
Budapest_v4_FINAL2 (Porto Alegre), de Gabriel Motta
buitenlanders/estrangeiros (Porto Alegre), de Cassio Tolpolar
Dia de mudança (Porto Alegre), de Boca Migotto
É assim que você parece (São Leopoldo), de Pedro Valadão
Êles (Porto Alegre), Roberto Burd
Endotermia (Porto Alegre), de Emiliano Cunha
Kerexu (Porto Alegre), de Denis Rodriguez e Leonardo Remor
Linha Travessão (Porto Alegre), de Douglas Roehrs
O Carnaval de Gregor (Caxias do Sul), de Kiwi Bertola
O Menino da Terra do Sol (Bento Gonçalves), de Michel Marchetti
Quero Ir para Los Angeles (Porto Alegre), Juh Balhego
Só sei que foi assim (Pelotas), de Giovanna Muzel
Sonata (Porto Alegre), de Felipe Diniz
Stardust (Porto Alegre), de P.Zaracla
Tempestade e A Janela de Papel (Porto Alegre), de Viviane Locatelli
Tesourinho (Pelotas), de Bruna Dreyer Nery
Veraneio (Porto Alegre), de Nelson Diniz
Who's That Man Inside My House? (Sapucaia do Sul), de Lucas Reis 

Veja lista de curtas-metragens brasileiros em disputa:

Teoria sobre um planeta estranho (MG), Marco Antônio Pereira
A pedra (RS), Iuli Gerbase
O balido interno (PE), Eder Deó
Menino pássaro (SP), Diogo Leite
O véu de Amani (DF), Renata Diniz
A ética das hienas (PB), Rodolpho de Barros
A mulher que sou (PR), Nathália Tereza
Sangro (SP), Tiago Minamisawa, Bruno H Castro, Guto BR 
Um tempo só (SP), Lane Alves
E o que a gente faz agora? (BA), Marina Pontes
Marie (PE), Leo Tabosa
Apneia (PR), Carol Sakura e Walkir Fernandes
Amor aos vinte anos (SP), Felipe Arrojo Poroger e Toti Loureiro
Invasão espacial (DF), Thiago Foresti