Produtor de Madonna compartilha demos inéditas do álbum 'Like A Prayer'

23.07.2019 | 17h53 - Atualizada em: 31.07.2019 | 17h12
Leo Almeida
Por Leo Almeida
M LAP

BLOG

Giramundo

O compositor e produtor musical americano Patrick Leonard, parceiro de longa data da rainha do pop, compartilhou gravações demo de suas sessões de estúdio com Madonna feitas em 1988 para o álbum "Like A Prayer". Entenda o porquê.

As gravações de áudio, disponíveis em seu canal oficial do YouTube, incluem as demos de 'Cherish' e a faixa título, 'Like A Prayer' - produzidas no mesmo dia em que as duas músicas foram escritas e gravadas - e ainda a inédita 'Angels With Dirty Faces', descartada da produção final do quarto álbum de estúdio da artista, lançado originalmente em 1989.

MLAPFoto: divulgação

Uma fita cassete com estas e outras demos de "Like A Prayer" está sendo leiloada, e um processo aberto por Madonna não conseguiu impedir que isso e muitos outros itens fossem parar sob o martelo.

Em recente entrevista a assessora de arte Darlene Lutz, que veio a possuir esses e outros produtos ao longo dos anos, disse: "Por que eu não deveria ser capaz de ganhar dinheiro com isso?"

Patrick Leonard, que escreveu e produziu as músicas com Madonna, tem claramente uma opinião diferente: “Esta demo e outras de 'Like A Prayer' estão sendo leiloadas. Aqui, no youtube, é de graça”, escreveu ele em um dos áudios liberados, acrescentando: "Espero que esses posts interrompam a venda do cassete em leilão. Não é legal alguém lucrar com isso. Não é deles para vender."

A demo escrita por Madonna e Leonard durante a sessão de gravação do álbum "Like A Prayer", intitulada 'Angels With Dirty Faces', foi mencionada pela primeira vez em 2006.

Esta faixa foi trabalhada durante o processo criativo do disco, em 1989. Em julho de 2017, Patrick Leonard divulgou foto de uma fita cassete com as demos das músicas e lá estava a música. Na época ele escreveu:

“É uma canção chamada ‘Angels with Dirty Faces’ que Madonna e eu escrevemos para o álbum e, de última hora, decidimos que não era boa o suficiente. É uma versão finalizada com os vocais, ninguém nunca ouviu!"

Matérias Relacionadas