Monstro do Pântano: Até acertando a DC insiste em errar?

09.08.2019 | 14h44 - Atualizada em: 09.08.2019 | 21h12
Leo Almeida
Por Leo Almeida
MDP001

BLOG

Universo Compartilhado

O que a DC Universe está fazendo nos últimos tempos? Mesmo acertando em produções como "Monstro do Pântano", a editora continua tomando decisões erradas e deixando os fãs devastados.

Depois do fracasso de "Liga da Justiça" nos cinemas e de outras escolhas duvidosas, a DC Universe parece estar tentando acertar, mas o modo como tem agido está deixando os fãs sem chão. Após anunciar a série "Monstro do Pântano", com tudo como manda o figurino - fotos promocionais, teaser e trailer - e despertar o interesse e expectativa de muita gente e ainda liberar o primeiro episódio para ir pro ar, a DC divulgou abruptamente o cancelamento da produção, além de reduzir a duração da temporada de 13 episódios para 10 (enquanto a equipe ainda estava filmando). Como é possível isso acontecer no melhor momento para os heróis na TV, no streaming e nos cinemas?

MDP02Foto: divulgação

Primeiramente, quem é o "Monstro do Pântano"?

Ele é um ser completamente bizarro mas que no fundo é um herói. O protetor da natureza, o avatar do verde. Surgiu numa espécie de adaptação de "A Bela e a Fera" onde era só mais um homem transformado em monstro, mas que foi totalmente reformulado e passou a ser uma criatura muito mais importante pra toda a vida vegetal do planeta.

Depois de ter sua estreia na revista "House Of Secrets" n°92, de 1971, criado por Len Wein e por Berni Wrightson, o personagem ganhou tantos fãs que a DC decidiu lançar uma HQ solo em 1972. Na época, os quadrinhos não vendiam muito bem, nem mesmo com uma interessante série de revistas. Até que a DC resolveu dar uma chance para um novo roteirista, um escritor inglês novato na época, chamado Alan Moore. Com total liberdade, ele desconstruiu o monstro e trabalhou toda uma mitologia para o personagem dando a ele novas camadas para suas histórias e o transformou num elemental.

O grande sucesso da revista do "Monstro do Pântano", ao lado de outras HQs mais adultas como "Watchmen" e "Sandman", fez a DC Comics criar um espaço exclusivo para estas publicações com temas mais densos e obscuros. Foi a partir daí que surgiu o selo "Vertigo", pra onde estas HQs migraram e assim puderam continuar com sua liberdade criativa sem interferir diretamente no universo dos heróis da DC. Mais tarde, com a criação dos "Novos 52", arco dos quadrinhos que 'rebootou' os personagens da DC, o "Monstro do Pântano" foi reintegrado no DC Universe, saindo da Vertigo, onde passou muitos anos.

MDP03Foto: divulgação

Dito isso e, depois de entender as origens do 'avatar do verde', vamos aos fatos. A aposta mais recente da editora para a expansão de seu universo para outras mídias, veio de um jeito novo, para uma faixa etária diferente, focada em suspense e terror. E para isso, convidaram para a produção o aclamado James Wan. Depois de uma estreia elogiada pelos fãs e pela crítica, mal o primeiro episódio entrou no ar, chegou a notícia de que a série seria cancelada após a primeira temporada. O pior é que nem deixaram claro o motivo real do cancelamento. O máximo que foi dito na época foi em cima da ideia de que os executivos da Warner não gostaram dos rumos em que o "Monstro do Pântano" estava indo.

Antes de mergulharmos em opiniões, é preciso definir o contexto de onde as questões sobre o encerramento da série estão vindo, porque é impossível criticar com precisão sem saber dos fatos. "Monstro do Pântano" não é a primeira, segunda ou terceira opção a ser escolhida para construir uma atração financeiramente rentável sendo o 'mainstream' o objetivo principal. Porém se você quiser fazer uma história de terror no universo das revistas em quadrinhos da DC, no entanto, é uma ótima escolha já que é um dos personagens das HQs de terror mais antigos, executado de forma verdadeiramente memorável.

MDP04Foto: divulgação

Obviamente um trabalho com efeitos especiais baseado em colocar um ator em uma 'fantasia' coberta por plantas e trabalhada em CGI é caro, e produções caras podem ser dependentes de ajuda externa ou estarem sujeitas a um exame mais minucioso do que outras menos ambiciosas.

Quando o "Monstro do Pântano" ganha espaço para 'crescer' ele se destaca. Os primeiros episódios são lindos e assustadores. A imagem de um homem congelado na frente do espelho, erguido por trepadeiras que saíram de seu corpo, é horripilante. Quando a planta em movimento se transforma em vida no necrotério, é exatamente esse tipo de horror pelo qual muita gente vive.

O que mais choca aqui, com relação ao cancelamento, é a perda devido à qualidade. A série talvez seja a melhor de toda a história da DC Comics. Novas séries e produções promissoras estão a caminho, como a nova temporada de 'Titãs'. Quanto ao Monstro do Pântano, há rumores circulando de que a HBO ou a CW podem se interessar em resgatar a série após o fim da primeira temporada.

Seja qual for o motivo, é doloroso. Por enquanto o que nos resta é enaltecer a declaração de James Wan: "Realmente não entendo qual foi o motivo de Monstro do Pântano ter sido cancelado, mas posso dizer - todo o elenco e equipe derramou seus corações nisso. Realmente orgulhoso do trabalho árduo de todos. Vá assistir e imortalize os 10 episódios. Monstro do Pântano merece isso."

Matérias Relacionadas