Vinhos no verão: como apreciar a bebida nos dias mais quentes do ano

02.12.2019 | 19h40 - Atualizada em: 03.12.2019 | 16h31
Luisa Wink
Por Luisa Wink
Vinhos no verão: como apreciar a bebida nos dias mais quentes do ano

BLOG

Confraria do vinho

Rosés e brancos são os preferidos da estação, que também tem espaço para os tintos

O verão já vai dando as caras e com ele vem a vontade de curtir os dias mais longos e relaxar tomando um bom drinque. Por mais que o estigma de que vinho só se bebe no inverno seja coisa do passado, há quem ainda tenha resistência em optar pela bebida nos dias mais quentes de verão. 

Mas o fato é que, em diversas partes do mundo, os vinhos protagonizam refeições e encontros em qualquer época do ano. E onde as temperaturas são muito altas, aceitam-se até preparos que misturam a bebida a outras. 

Na Espanha, o tinto de verano e a sangria são preparos muito populares nos verão e provam que não há desculpa para dispensar um bom vinho. Já os sul-africanos não veem nenhum problema em adicionar uma pedra de gelo na taça de vinho branco para manter a bebida na temperatura mais agradável. 

E a tendência já está se espalhando por aí. Vinícolas como a francesa Moët & Chandon estão nos dando a oportunidade de repensar a etiqueta do vinho ao lançar rótulos para serem bebidos com gelo.

Por aqui, aos poucos os vinhos estão começando a ganhar espaço no verão, especialmente os brancos e rosés que acompanham refeições mais leves.

— O verão sugere frescor e leveza nos alimentos. Com os vinhos é a mesma coisa, pois um dos princípios de harmonização é a “concordância”, especialmente na estrutura: pratos leves e de menor consistência combinam com vinhos também leves, frescos, fáceis de tomar — explica a sommelier Regina Essenburg.

Nesse universo, temos diferentes graus de leveza e complexidade em todos os tipos de vinho.— Espumantes, brancos e rosés direcionam para frescor e descontração e são coringas para todos os momentos. Mas temos também exemplares de elaboração mais complexa, com envelhecimento e estrutura para acompanhar pratos com as mesmas características — complementa Regina.

Vinhos no verão: como apreciar a bebida nos dias mais quentes do anoUnsplash

Vinhos brancos e rosé: os mais pedidos do verão

Os rosés e os brancos se destacam nas estações mais quentes pela leveza. Costumam ser servidos em temperaturas mais baixas que combinam com o clima:

— Os vinhos brancos e rosés são muito versáteis, inseparáveis do verão. Seja num bate papo descontraído, no mar ou à beira da piscina, sempre com aquela sensação de frescor a inundar o palato — esclarece Regina.

— Sem dúvida, momentos de descontração, piscina, lazer, os mais leves respondem pela preferência do maior público. Os brasileiros se destacam pela grande e imbatível relação de custo e qualidade. Alguns exemplares já foram demonstrados na Confraria do Vinho Itapema, como a linha Bossa e Lírica da vinícola Hermann, que encantam a cada gole — completa a sommelier.

Alguns rótulos que combinam muito com essa estação e que se destacaram na Confraria do Vinho deste ano são o Estação Douro (Portugal), Claude Val rosé (França), Ophicus rosé (Espanha).

Verão dos tintos

Os vinhos tintos também têm espaço nas estações mais quentes. Para ter uma boa experiência, o importante é escolher os rótulos certos e servi-los na temperatura adequada. No geral, recomenda-se que, no verão, os tintos sejam refrigerados por pelo menos uma hora antes de serem servidos para que fiquem mais frescos. 

Quanto às uvas, a sommmelier recomenda aquelas que são elaborados com uvas de taninos leves e elegantes:

— O pinot noir, gammay beaujolais, barbera, garnacha, jaen, tempranillo e sangiovese jovens, entre muitas outras variedades. Claude Val tinto e Arrogant Frog tutti frutti (França), Jose de Sousa (Portugal) fizeram bonito neste ano, na Confraria do Vinho Itapema.

A sommelier ainda diz que ao contrário da crença popular de que peixes e frutos do mar só vão com vinhos brancos e rosé, esses tintos, mais leves e versáteis, combinam perfeitamente com pratos de preparação mais intensa. 

— Muito importante destacar que os taninos finos fazem com que haja equilíbrio e não gerem aquele efeito metálico de que acontece com os vinhos de taninos intensos com os frutos do mar — completa.

Confraria do Vinho Itapema harmoniza bons vinhos e pratos da alta gastronomia

A Confraria do Vinho, evento da Itapema FM, traz encontros que combinam vinhos de qualidade, alta gastronomia, boa música, arte contemporânea e networking em Florianópolis. 

O evento harmoniza pratos da alta gastronomia com vinhos e espumantes de diferentes partes do mundo e é o momento ideal para aproveitar uma noite descontraída na Alameda Casa Rosa, um dos espaços mais conceituados da Capital. Os ingressos já estão à venda pelo site Blueticket.
 

O quê: Confraria do Vinho Itapema 2019

Datas:

6ª edição – 12/12

Horário: 20h.

Onde: Alameda Casa Rosa (Rodovia Admar Gonzaga, 3401 - Itacorubi, Florianópolis)

Ingressos: R$160. Podem ser adquiridos no site Blueticket ou nos pontos de venda (Siqlo Beiramar Shopping, Bellacatarina, Decanter, O Padeiro de Sevilha, Geração Hyundai, Escritolândia SC 401 e Jazzinn).

Leia outras matérias sobre vinhos. 

Matérias Relacionadas